Como mestranda em Comunicação de Ciência, começo a ler cada vez mais livros sobre ciência. Já lia notícias, artigos, reportagens. Mas nunca lera livros. Ainda antes de setembro, consegui um empréstimo da Breve História de Quase Tudo, de Bill Bryson. Seguiu-se, no âmbito de um seminário, o Failure: Why Science Is So Successful, de Stuart Firestein – e, à espera na prateleira, está Ignorance: How It Drives Science, do mesmo autor. Partilho, assim, cinco livros de ciência (e como a comunicar) que gostava de adicionar à minha biblioteca.

Nós, os Micróbios e uma Visão Alargada da Vida

Já vos dei a conhecer Ed Yong, um comunicador de ciência brilhante, autor desta obra – Nós, os Micróbios e uma Visão Alargada da Vida – sobre os “companheiros microscópicos que esculpem os nossos órgãos, protegem-nos das doenças, orientam o nosso comportamento e bombardeiam-nos com os seus genes”.

Por Que Choramos Quando Cortamos Uma Cebola?

Encomendei esta obra, de Filomena Naves e Teresa Firmino, há pouco tempo e mal posso esperar para começar a ler. As autoras são jornalistas, especialistas em temas de ciência, e tentam, em apenas 264 páginas, responder a uma série de perguntas curiosas, como “Por que é que o céu à noite é negro? Afinal, os animais conseguem ou não pressentir os terramotos? Por que é branca a neve? Por que se ri a hiena? Por que devemos tomar o antibiótico até ao fim? Por que é que as árvores não crescem até ao céu? Por que é que as claras ficam em castelo? A laranja à noite mata?”.

The Common Sense of Science

Infelizmente penso que não há edição portuguesa desta obra do matemático (e, espantem-se, poeta) Jacob Bronowski. É, sobretudo, uma provocação por transmitir a ideia de que a ciência e as artes professam, no que é essencial, a mesma visão. É uma questão que me interessa particularmente, uma vez que acredito que sejam questões complementares. É possível ler uma amostra no Google Play.

Recomendo a leitura das publicações na secção de Arte + Ciência

The Seven Secrets of How to Think Like a Rocket Scientist

Escrito por Jim Longuski, com ilustrações de Masataka Okutsu, aborda não o conteúdo da ciência dos chamados rocket scientists, mas os seus métodos de fazer ciência e como qualquer um de nós os pode adoptar quer sejamos cientistas ou não. Comecei a ler a amostra no Google Play (bendito seja!) e já está na minha lista de livros a adquirir num futuro próximo.

A obra está dividida em sete partes, com vários capítulos cada. Começa pela importância do sonho e, já dizia o Gedeão, “o sonho comanda a vida” e, completa o Pessoa, quando o “homem sonha, a obra nasce”. Destaco, contudo, o segundo capítulo da primeira parte, que se concentra na big picture, isto é, em como é essencial que nos concentremos no objetivo final em vez de nos deixarmos desmotivar pela dificuldade presente.

O capítulo dois, Work on The Big Picture, começa logo com um exemplo tão engraçado quanto revelador. Quando um miúdo pergunta a dois ladrilhadores (um ladrilho é basicamente um tijolo) o que é que eles estão a fazer, o primeiro responde irritado “Não consegues ver? Estou a colocar tijolos”, enquanto o segundo, com um brilho nos olhos, explica que está a construir uma catedral. Não é preciso fazer um desenho para perceber o génio disto, certo?

Ilustração de Bright Sky, Starry Night, que celebra as mulheres na astronomia

Lá Fora – Um Guia para Descobrir a Natureza

Das biólogas Maria Dias e Inês Rosário, com ilustrações de Bernardo Carvalho, talvez possa parecer um pouco deslocado entre os outros títulos, mas é uma obra que quero mesmo adicionar à minha prateleira, mesmo sendo considerado um livro para crianças. Trata-se de um guia para despertar a curiosidade pela fauna, a flora e outros aspetos do mundo natural que podem ser observados em Portugal. Com propostas de atividades, é o incentivo perfeito para sair de casa e descobrir o que existe “Lá fora”. É possível folhear na página da editora Planeta Tangerina.

Ilustração científica em “Lá fora – Guia para descobrir a natureza”
Anúncios

2 thoughts on “5 livros de ciência em que mergulhar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s