The Chemist Tree trata-se de uma coleção de lembranças, os conhecidos souvenirs que compramos para oferecer a alguém de quem gostamos (ou para agradarmos a nós mesmos). A Arte da biológa Rovena Tey celebra a Química e pretende aproximar as pessoas da Ciência.

Rovena formou-se inicialmente em Biologia e acabou por fazer um mestrado na área na McMaster University. Mais tarde começou a escrever para publicações científicas, enquanto continuava a fazer investigação. Um dia, por acidente, descobriu a arte do papel ao encontrar um caderno de laboratório antigo. Reciclou-o e recebeu feedback positivo da família e amigos, por isso continuou a fazê-lo. Mas o The Chemist Tree só nasceu com o primeiro postcard inspirado em Química.

O marido sugeriu-lhe uma ilustração relacionada com café. Rovena desenhou a estrutura química da cafeína. Atualmente a coleção já inclui mais de 50 designs. Entre os produtos, que vende online e não só, encontram-se desde calendários a abre-garrafas. Existem estruturas químicas para cada ocasião. A estrutura do leite para a maternidade, a do ácido cítrico para ilustrar o que devemos fazer quando a vida nos dá limões, a do diamante para desejar um bom casamento a alguém.

“Chemistry connects people.” – Rovena Tey

A química é a ciência que estuda a composição, estrutura e propriedades da matéria, assim como as suas mudanças durante reações químicas e a sua relação com a energia. Tudo o que existe é matéria, pelo que a presença da química nas nossas vidas é constante, mesmo que não estejamos conscientes.

Diz-se que há química entre nós – literal e cientificamente, chama a atenção Rovena. Quando partilhamos uma gargalhada com os nossos amigos, é o composto químico serotonina a atuar como neurotransmissor de felicidade. Os sentimentos de dependência a outra pessoa devem-se à vasopressina ou à ocitocina. Mas a química está não só presente nas nossas emoções como naquilo que comemos, cheiramos, tocamos ou vemos.

Para amantes de ciência, de arte ou de ambas, The Chemist Tree é a escolha perfeita para um presente. Claro que agradará mais a químicos ou a alguém que consiga identificar com facilidade as estruturas químicas. De qualquer forma, para além da cultura nerd estar a ganhar cada vez mais visibilidade, é necessário admitir que uma obra de arte é sempre uma obra de arte. Pessoalmente, não percebo absolutamente nada de química (e, confesso, nunca gostei do pouco que fui obrigada a estudar), mas não posso ignorar a verdade: a química não me larga (nem a nenhum de nós para que conste), os símbolos químicos têm estilo e eu já nem me importo de ser nerd.

 Espreita a galeria:

todas as imagens pertencem à coleção The Chemist Tree, de Rovena Tey

Anúncios

3 thoughts on “The Chemist Tree e a química das coisas

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s